booknews.

Como publicar seu livro, afinal?

Nossa equipe apresenta algumas possibilidades para você tirar o seu livro do papel, ou bem, colocar ele no papel. ♥

Uma das maiores e mais recorrentes perguntas que todo o autor se depara, e pra dizer, todo editor também é "como publicar meu livro, é possível?" Se você não tem pressa, por exemplo, pode começar enviando seu livro para grandes editoras e agentes literários, que fazem uma análise do seu original para a publicação Tradicional. Acreditamos, porém, que todos gostariam de ter esse tempo e fazer essa espera, pois ela pode ser imensamente recompensadora, mas também existem outras possiblidades, como se inscrever em prêmios ou concursos literários, por exemplo. Muitos deles possuem uma alta premiação em dinheiro e, ainda de quebra, você leva (ganha) a publicação do seu livro. O Prêmio Literário Cidade de Belo Horizonte, do governo de Minas Gerais, o Prêmio Paraná de Literatura, o Kindle de Literatura, da Amazon, o São Paulo de Literatura, o Off Flip da FLIP, de Paraty/RJ?, o SESC, entre tantos outros, que praticamente todos os anos recebem originais para participarem da premiação. Imagina começar a carreira premiado? Uma boa, né?

Entretanto, se você é mais apressadinho e assim como a gente, não vê a hora dos livrinhos ganharem vida, existem diversas possibilidades, e todas positivas, sabe? Um prêmio não garante milhares de vendas, assim como uma publicação independente ou em parceria pode render diversas, na literatura, não existe padrão para o sucesso. Procure uma editora para publicação em parceria, no Brasil. A Chiado Books, a Autografia, a Viseu, a Multifoco e a All Print são bons exemplos delas, assim como a bookplace., é claro 😍. Você pode montar uma boa estratégia de pré-venda e angariar os custos para a publicação. Existe ainda a “vaquinha” virtual, em que, em uma plataforma de financiamento coletivo, você pode apresentar o seu projeto e angariar recursos, mas atente-se para nesta modalidade ser justo e oferecer uma boa troca para quem está investindo em você.

Em último caso, ou em primeiro caso, você pode definir uma publicação de e-book para fazer um teste, ou mesmo manter uma publicação. Muitos autores e autoras no Brasil estão vivendo disso. SÉRIO, SÃO MUITOS! É um nicho que se popularizou, e se você parar para pensar, é bem rentável, pois pode atingir uma grande marca de leitura em plataformas como da Amazon, por exemplo, que é especializada nesse formato, ou no Clube de Leitores, Livrorama, Hotmart e Eduzz. Os livros digitais fizeram grande sucesso durante o isolamento social de 2020, por exemplo, crescendo em torno de 80% no primeiro mês do outono daquele ano. Ele cresce e seguirá crescendo, mas não competindo com o livro físico. Existe tanto mercado quanto bom mercado para os dois formatos. Vale a aposta!


Recapitulando:

  • Edição Tradicional: Prazo para análise, de 06 meses até 3 anos, custo zero.

  • Edição em parceria: Prazo para análise, menos de um mês, investimento em unidades do livro.

  • Edição independente: o autor arca com todos os custos da edição, impressão e comercialização.

  • Edição digital: Ao incluir em alguma plataforma, ganha-se royaltys sobre as vendas.

Descubra qual a melhor forma para você.



Esperamos que tenham gostado! Um abraço da equipe Bookplace.


#dicasdeblog #WixBlog

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo